NOTÍCIAS

17
SET

Por que eu não consigo emagrecer? O que pode estar por trás do ganho de peso

Publicado 17/09/18

Para emagrecer, muitas vezes, fechar a boca não é suficiente. É que nem sempre as calorias ingeridas a mais são a única causa do ganho de peso ou da dificuldade em perdê-lo. “A variação de peso normal durante um ano é em torno de 2 a 4 kg. Quando a pessoa começa a ganhar mais do que isso e não consegue perder o excedente com seu próprio esforço, deve procurar ajuda clínica”, alerta a coordenadora do Núcleo de Obesidade e Transtornos Alimentares do Sírio-Libanês, dra. Claudia Cozer.

Segundo ela, as pessoas, em geral, relacionam ganho de peso apenas a erros alimentares. Dessa forma, subestimam a importância de um exame clínico e acabam não consultando um especialista para excluir outros fatores orgânicos que podem favorecer o aumento de peso.

Vários problemas de saúde podem estar por trás da dificuldade em emagrecer, de acordo com a especialista. São eles:

- Transtornos alimentares (compulsão);
- Distúrbios do sono, como insônia e apneia;
- Estresse;
- Hipotireoidismo (deficiência do hormônio da tireoide que leva à diminuição do metabolismo e ao ganho de peso);
- Doenças que podem evoluir com retenção de líquido no corpo (insuficiência cardíaca, hepática ou renal);
- Síndrome dos ovários policísticos;
- Deficiências de hormônio de crescimento ou dos hormônios sexuais;
- Menopausa;
- Hipercortisolismo (também conhecido como síndrome de Cushing, doença causada pelo excesso do hormônio cortisol).

Dessa lista, os problemas mais frequentemente reconhecidos, segundo a dra. Claudia, são os transtornos alimentares, os distúrbios do sono, o estresse e o hipotireoidismo.

“De uma forma geral, esses problemas de saúde aumentam a resistência à insulina, favorecendo um maior nível de insulina circulante, a diminuição do metabolismo e uma menor queima de gordura (lipólise). Em outras palavras, ajudam a estocar gordura”, explica a dra. Claudia.

Alguns medicamentos, como corticoides e antidepressivos, cirurgias ou tumores no hipotálamo também podem favorecer o ganho de peso.

Segundo a especialista, para perder peso, muitas vezes não adianta apenas fechar a boca ou recorrer a dietas ou receitas milagrosas. Deve ser feita uma avaliação clínica e laboratorial para verificar se a obesidade é — ou não — sintoma de alguma doença.

Fonte: Fonte: Dra. Claudia Cozer, coordenadora do Núcleo de Obesidade e Transtornos Alimentares do Sírio-Libanês Publicado em 04/03/2015

Fonte: https://www.hospitalsiriolibanes.org.br/sua-saude/Paginas/muito-alem-ganho-peso-hipotireoidismo.aspx


- Compartilhar!
Ver todas
Doenças Hormonais e Metabolismo
Obesidade - Crescimento - Diabetes
Tireóide - Testes Hormonais
Facebook
Av Rio Branco, 4332 - 87501-130 - Umuarama/PR - (44) 3622-6393