NOTÍCIAS

10
JUL

Principais tipos de obesidade e como identificar

A obesidade é caracterizada pelo excesso de peso, geralmente, causado pelo sedentarismo e consumo exagerado de alimentos ricos em gordura e em açúcar, o que gera diversos malefícios na vida da pessoa, como o desenvolvimento de doenças, do tipo diabetes, pressão alta, colesterol elevado, infarto ou artrose dos ossos, além de sintomas como dificuldades para fazer esforços, indisposição e baixa auto-estima.Para identificar que uma pessoa está obesa, na maioria das vezes, utiliza-se o IMC, ou índice de massa corpórea, que é um cálculo que analisa o peso que a pessoa apresenta em relação à sua altura, sendo dividido em diferentes graus:Peso normal: IMC entre 18.0 a 24,9 kg/m2Sobrepeso: IMC entre 25.0 a 29,9 kg/m2Obesidade grau 1: IMC entre 30.0 - 34.9 kg/m2;Obesidade grau 2:... Leia Mais



Fonte: https://www.tuasaude.com/obesidade/
04
JUL

Como diferenciar os tipos de diabetes

Os principais tipos de diabetes mellitus são o tipo 1 e o tipo 2, que apresentam algumas diferenças, como em relação à sua causa, podendo ser autoimune, como no caso do tipo 1, ou associada a genética e hábitos de vida, como acontece no tipo 2.Estes tipos de diabetes também podem variar de acordo com o tratamento, que pode ser feito com o uso de medicamentos em comprimido ou com aplicação de insulina.Entretanto, existem ainda outras variantes destes tipos de diabetes, que são a diabetes gestacional, que surge em mulheres grávidas por influência das alterações hormonais deste período, a diabetes Latente Autoimune do Adulto, ou LADA, e o Maturity Onset Diabetes of the Young, ou MODY, que misturam características da diabetes tpo 1 e 2.Assim, para entender melhor a diferença... Leia Mais



Fonte: https://www.tuasaude.com/tipos-de-diabetes/
26
JUN

Hormônio do crescimento: O que é, Para que serve e Efeitos colaterais

O hormônio do crescimento, também conhecido como somatotropina ou apenas pela sigla GH, é um hormônio produzido naturalmente pelo corpo que é fundamental para o desenvolvimento das crianças e adolescentes, estimulando o crescimento e regulando vários processos corporais.Geralmente, este hormônio é produzido pela hipófise no cérebro, mas também pode ser desenvolvido em laboratório na sua forma sintética, que muitas vezes é usada em medicamentos receitados pelo pediatra para tratar problemas de crescimento e desenvolvimento.No entanto, este hormônio também é muitas vezes usado por adultos para tentar evitar o envelhecimento ou para potenciar o ganho de massa muscular, por exemplo, mas nesse caso pode ter vários efeitos colaterais que acabam obscurecendo os efeitos... Leia Mais



Fonte: https://www.tuasaude.com/hormonio-do-crescimento-gh/
19
JUN

Iodoterapia: para que serve, efeitos no organismo e riscos

O iodo radioativo é um medicamento à base de iodo que emite radiação, utilizado principalmente para o tratamento chamado Iodoterapia, indicado em certos casos de hipertireoidismo ou câncer da tireóide. Em doses menores, também pode ser utilizado para avaliar o funcionamento da tireoide, no exame de Cintilografia. O iodo 131 é o mais utilizado no tratamento, no entanto, o iodo 123 é a melhor opção para a realização do exame, visto que tem menores efeitos e duração no organismo. Para realizar este tipo de procedimento na tireoide é necessário um preparo especial, que consiste em evitar alimentos e medicamentos que contenham iodo cerca de 2 semanas antes. Veja como fazer a dieta sem iodo.Além disso, alguns cuidados são necessários após a utilização do iodo... Leia Mais



Fonte: https://www.tuasaude.com/iodo-radioativo/
12
JUN

Diabetes e apneia do sono: uma relação comum e mortal

Muita gente negligencia o estreito elo entre glicose nas alturas e roncos e obstruções respiratórias durante o sono. Precisamos alertar a populaçãoNos últimos anos, as diretrizes de importantes sociedades médicas como Associação Americana de Diabetes (ADA) e Associação Americana de Clínicos Endocrinologistas (AACE) têm dado cada vez mais relevância à conexão entre sono e diabetes. Inclusive elas defendem a indicação formal de pelo menos 6 horas de sono por noite para ajudar na manutenção de boas taxas de glicose no sangue.Porém, na prática e no dia a dia dos consultórios médicos, estamos vendo e vivenciando quanto essa relação tem sido deixada de lado. Precisamos rever isso.  Estima-se que cerca de 60% das pessoas com diabetes tipo 2 tenham algum... Leia Mais



Fonte: https://saude.abril.com.br/blog/futuro-do-diabete/diabetes-e-apneia-do-sono-uma-relacao-comum-e-mortal/
05
JUN

Chega ao Brasil uma insulina realmente rápida

A insulina ultrarrápida é utilizada com canetas de aplicação e começa a agir assim que é introduzida no corpo Muitas pessoas com diabetes precisam usar insulina diariamente para manter os níveis de glicose no sangue adequados e prevenir as temidas sequelas a longo prazo.A insulina salva a vida de pessoas com diabetes tipo 1. Antes do desenvolvimento do hormônio para tratamento, em 1922, ter essa doença era sinônimo de morte. Mas engana-se quem pensa que insulina é “coisa” exclusiva de quem tem diabetes tipo 1. Pessoas com o tipo 2 da doença, o mais prevalente, também podem ter de usar o hormônio no dia a dia.Atualmente, podemos agrupar as insulinas em dois grupos: as de ação rápida e as de ação lenta. As insulinas de ação lenta são necessárias para manter a... Leia Mais



Fonte: https://saude.abril.com.br/blog/futuro-do-diabete/chega-ao-brasil-uma-insulina-realmente-rapida/
Doenças Hormonais e Metabolismo
Obesidade - Crescimento - Diabetes
Tireóide - Testes Hormonais
Facebook
Av Rio Branco, 4332 - 87501-130 - Umuarama/PR - (44) 3622-6393