NOTÍCIAS

11
JUN

Dicas para controlar o peso

1. Não existe cura definitiva para a obesidade. O que realmente funciona é você aprender a mudar seus hábitos alimentares, ainda que para isso necessite da ajuda de medicamentos. 2. Não existem fórmulas mágicas para emagrecer. A receita da amiga ou vizinha pode não ser boa para você. Confie no seu médico. 3. Sua alimentação deve ser saudável, geradora de prazer e suficiente para você não sentir fome, pois será adotada para o resto de sua vida. 4. Alimente-se com calma, sem pressa. 5. Evite gorduras saturadas como: manteiga, margarina e frituras. 6. Mastigue muito bem os alimentos até virarem uma papinha. 7. Procure esquecer o conceito de sobremesa. Ela é dispensável. 8. Inicie suas refeições comendo alimentos crus, de preferência os... Leia Mais

04
JUN

Disfunções das Glândulas Supra-Renais

As glândulas supra-renais (ou adrenais) têm este nome devido ao fato de se situarem sobre os rins, apesar de terem pouca relação com estes em termos de função. As supra-renais são glândulas vitais para o ser humano, já que possuem funções muito importantes, como regular o metabolismo do sódio, do potássio e da água, regular o metabolismo dos carbohidratos e regular as reações do corpo humano ao stress. Existem doenças que se caracterizam pelo excesso de produção dos hormônios das supra-renais; as principais são a síndrome de Cushing e o feocromocitoma A Síndrome de Cushing se caracteriza por deposição de gordura no abdome, fraqueza muscular, estrias avermelhadas, aumento de pêlos, surgimento espontâneo de hematomas, aumento de gordura na face e no... Leia Mais

28
MAI

Dicas para Prevenir a Hipertensão

Há um critério simples para definir se alguém sofre de hipertensão. Define-se como hipertenso, em geral, aquele que por diversas vezes teve a pressão aferida e o resultado foi maior do que 14 (máxima) por 9 (mínima). De acordo com o Dr. Amélio Godoy de Mattos, ex-presidente da SBEM , quando diagnosticada a hipertensão, é necessário também investigar os níveis de insulina do paciente, pois ele pode ter resistência insulínica e não ter conhecimento do fato. Embora seja uma doença crônica, que não tem cura, pode ser controlada. A pressão alta acomete uma a cada cinco pessoas. O tratamento é a base de medicamentos controladores, além da adoção de hábitos saudáveis. Esse controle evita o infarto do coração, o derrame cerebral e a paralisação dos... Leia Mais

22
MAI

Hirsutismo - Irregularidades Menstruais

Definimos hirsutismo como a presença de pêlos terminais em regiões onde, nas mulheres, habitualmente não se exteriorizam. Pêlos terminais são aqueles que, mediante estímulo hormonal, tornam-se crespos, espessos e escuros. Na mulher normal, por ocasião da puberdade, os pêlos da região axilar e pubiana assumem esta característica. Na mulher hirsuta, eles podem estender-se pela face, tórax, ao redor das aréolas mamárias, abdome, região inguinal, braço e face interna das coxas. O hirsutismo quase sempre tem como causa um substrato hormonal, e sua principal causa (apesar de existirem várias outras) é a síndrome dos ovários policísticos. Esta síndrome se caracteriza por um processo de desregulação hormonal complexa que impede que a paciente ovule... Leia Mais

14
MAI

O que é Andropausa e quais são seu sintomas

Tanto o termo Andropausa quanto Climatério Masculino, podem ser ambos clinicamente inadequados. Na menopausa, de onde se faz a analogia com Andropausa, ocorre invariavelmente a falência dos ovários e o fim do ciclo reprodutivo da mulher. No homem, com o avançar da idade, diminui a produção de vários hormônios, principalmente dos chamados esteróides sexuais. O que realmente existe é uma síndrome caracterizada por deficiência. Mas, como o termo já adquiriu status de verdade creio podermos usá-lo sem maiores prejuízos da ciência. No homem, a chegada do envelhecimento físico pode vir junto com a falta desejo sexual, esta última muito ligada ao fator psicológico e, em alguns casos, à diminuição da produção de testosterona, o hormônio sexual masculino. Essa fase... Leia Mais

08
MAI

Obesidade e Compulsão Alimentar

A obesidade, segundo muitos profissionais da área da saúde, é o resultado da combinação de fatores genéticos e ambientais, ou seja, "é uma condição médica geral, decorrente de multifatores causais, caracterizada, do ponto de vista psicopatológico, como uma identificação de atitudes não saudáveis na pessoa que hipervaloriza o alimento, levando-a ao sofrimento psicológico" ( Barros, 1994). Adultos obesos, que já tiveram histórico de obesidade em suas infâncias, muitas vezes, apresentam o que é chamado de Transtorno de Compulsão Alimentar Periódica(TCAP), onde, o indivíduo ingere, sem controle, grandes quantidades de alimento, sentindo posteriormente, grande culpa por esse ataque. Alguns autores observaram certas características próprias de obesos com esse... Leia Mais

Doenças Hormonais e Metabolismo
Obesidade - Crescimento - Diabetes
Tireóide - Testes Hormonais
Facebook
Av Rio Branco, 4332 - 87501-130 - Umuarama/PR - (44) 3622-6393